Desencravar unhas: Por que manicures não podem e nem devem?

Você quer saber se a manicure pode desencravar unhas? Então está no lugar certo para obter essa informação!

Umas das maiores dificuldades enfrentadas pelas manicures é a pergunta frequente: “você pode desencravar minha unha?” A resposta negativa normalmente não agrada a cliente, pois a atividade é desempenhada somente por podólogas.

A área da podologia é especializada nesse tipo de trabalho. Afinal de contas, uma unha encravada pode representar um risco tanto para a cliente como para a manicure. Diversas doenças são transmitidas dessa maneira.

No artigo de hoje, estarão orientações importantes para que você possa explicar com clareza para a sua cliente o porquê de não poder desencravar unhas. Continue acompanhando e fique por dentro desse assunto!


Riscos ao desencravar unhas

desencravar unhas

O processo de desencravar unhas é complexo e dolorido. Normalmente ele envolve cortes e sangramentos que são a porta de entrada para bactérias e fungos causadores de infecções e outras contaminações.

Quando a manicure decide fazer o procedimento, ela está se sujeitando a diversos riscos, inclusive de perder o prestígio pelo seu trabalho. Basta uma fotografia nas redes sociais de um dedo infeccionado para que você seja taxada como uma má profissional.

Inflamações são muito comuns nessas situações. Todo o tempo que uma manicure dedica para construir a sua reputação pode ser perdido e por um valor que não compensa o risco.

Mesmo que tenha sido a cliente quem solicitou que a unha fosse desencravada, possíveis insucessos são responsabilidade única e exclusivamente da manicure. Com certeza, não vale a pena prolongar o seu atendimento e ainda se colocar nessa posição vulnerável.


O que deve ser feito?

como desencravar unhas

Como mencionado anteriormente, é a podóloga a profissional que foi capacitada para desencravar unhas. Quando a cliente solicita à manicure o procedimento, normalmente o motivo é poupar o valor da consulta com uma especialista.

Sendo assim, o risco assumido é alto e por um valor muito mais baixo. É fundamental ser uma manicure responsável e fazer os encaminhamentos corretos. Se todas fizessem isso, a “saia justa” diante de clientes que pedem pelo serviço seria bem menos comum.

Além do mais, se um dia você pretende se especializar como podóloga, também vai esperar que as manicures tomem a mesma atitude, não é mesmo? Portanto, redirecione a cliente e fique com a consciência tranquila de que você fez a coisa certa.

Inclusive, pode ser estratégico firmar uma parceria com uma profissional da sua confiança. Enquanto você encaminha pacientes para a podóloga, ela pode encaminhar para você clientes interessadas em fazer o embelezamento das unhas.

Uma dica para evitar atritos e demonstrar o seu interesse no bem estar da cliente é ter no seu kit de manicure algum produto que ajude ela a aliviar a dor. O óleo essencial de melaleuca e o azul de metileno são produtos naturais e que vão ajudar na assepsia do ferimento até ela marcar uma consulta.


Diferenças entre a manicure e a podóloga

Muitas pessoas acabam por confundir as funções e atividades exercidas por manicures, pedicures e podólogas. Por isso, vamos diferenciar as duas profissões:

  • Funções da podóloga: desencravar unhas, ajudar no tratamento de infecções e micoses/frieiras, indicar o uso de palmilhas ortopédicas para prevenir e remediar calosidades, cuidar os pés de pessoas diabéticas, entre outros cuidados que envolvem a saúde dos pés;
  • Funções da manicure/pedicure: fazer a higiene e o embelezamento de mãos e pés, retirando as cutículas, modelando o formato da unha, realizando a esmaltação e outros detalhes artísticos nas unhas.

Em ambos os casos, é fundamental procurar por cursos de formação e de aperfeiçoamento para estar sempre preparada para atender as clientes com excelência.

E então, conseguiu tirar as suas dúvidas sobre porque manicures não podem e nem devem desencravar unhas? Qualquer dúvida, deixe nos comentários!

One Reply to “Desencravar unhas: Por que manicures não podem e nem devem?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *